MatériasReview

REVIEW:GREAT MEN ACADEMY

Olá pessoas, leitoras da comunidade Boys Love Brasil, como vão? Eu, muito mais que bem. Hoje trago para vocês uma resenha sobre o mais recente dorama lakorn “Great Men Academy”, traduzido para o português como: Academia de Grandes Homens” (eu espero*). Bom, eu tenho que dizer que estava com pé atrás para ver a série por n motivos, mas fui designado para fazer uma resenha dele e, obrigado pessoa, foi a melhor decisão da minha semana! Mas chega de enrolação, bora para o texto.

 Cartaz da Série

A série gira em torno de Love, uma garota muito Alicie assim como todos nós telespectadores de dramas BL’s, que um belo dia, durante a sua suspensão escolar, decide dar um passeio pela floresta, que por sinal é a única moradora de lá, e encontra, próximo ao rio um unicórnio. Ok, por isso que digo que esse lakorn não é normal, quando eu vi o cavalo com chifre eu pensei: puts. Enfim, continuando, ela encontra o bicho e, pelo o que entendi, há uma lenda nesta região de que se você encontrar esse animal, é possível fazer um pedido. Eu esqueci de comentar que Love é hiper mega apaixonada pelo Great Men chamado Vier, ganhador de dois anos consecutivos de um concurso chamado “greatest”, traduzido como “o melhor”, sendo bem simplista é um “jogos vorazes” entre os alunos da academia em que o primeiro que sair da floresta com a faixa nos olhos (vendados) vence, faço um parêntese dentro de outro para dizer que: eu não gostei muito dele não, porém como eu só vi 2 episódios, vou pegar leve. E então, como toda Alicie, ela pede ao unicórnio para que ela possa ficar com o amor de sua vida (ela não disse o nome dele, mas pensou nele) e então o bichinho fofo joga a menina no rio (eu ri KKKKKKKK). Algum tempo depois a menina acorda, contudo no corpo de um menino. (WHAT?) E, aí tudo começa…

 Elenco do dorama

Love enlouquece e conta imediatamente para suas melhores amigas (You e Me) e elas sugerem que a menina utilize o tempo que está fora da escola para se inscrever na Great Men Academy a fim de descobrir se P’Vier gosta de meninos ou meninas, tudo isso para que a nossa querida protagonista tenha mais chances de ficar com ele (versão masculina ou feminina). Nesse momento eu já supus que irá dar errado, porém vou ficar quietinho. Love inicia o estudos no colégio, faz amigos como Nuclear e Menn (outros calouros do primeiro ano assim como ela) e alguns veteranos do terceiro ano (lembrei de Sotus, porém Deus me livre mas quem nos dera) como Taengmo (um doce s2), Sean (o Ccaptain, ator que fez Noh em Love Sick) e Vier.

Pelo o que entendi, a academia, o colégio é como um internato, eu não sei definir direito, pois lá os meninos aprendem coisas acima do campo intelectual, há também lições para o desenvolvimento pessoal, visando o aperfeiçoamento humano no sentido psicológico, físico e emocional. Algo que, na minha opinião, é vital para todo adolescente e que deveria ser introduzido na grade escolar, porém já estou delirando. Uma curiosidade: lembra que o cavalo com chifres jogou a menina no rio e ela virou menino? Não pensaram que ela seria garoto para sempre, né? O feitiço, maldição ou benção, chamem como for, funciona assim: Love tem que todos os dias, no mínimo uma vez, ir até o lago para se transformar em menina até a 00:00 e aí ela escolhe se decide ficar na sua forma feminina ou não, caso ela não consiga fazer esse ritual, estará fadada a viver na sua forma masculina (Ops).

  Taengmo e Nuclear

Eu não quero falar sobre os shippes da série porque é algo muito pessoal e também porque eu já estou todo confuso porque tem gente que gosta da forma masculina da Love, da feminina, ela mesma gostando de X, Y e Z. Então, pouparei detalhes e spoilers pra vocês. Agora, o que é necessário dizer é a minha impressão geral  sobre esses dois primeiros episódios: galera, eu primeiramente devo admitir que estou muitíssimo feliz porque eu nunca vi muitos atores que estão ali e estou satisfeito que, pesquisando sobre o elenco, eles são e estão sendo bem falados, além de serem um mais fofo que o outro; e também porque eu nunca vi esse estilo de lakorn, eu pelo menos estou acostumado a mesmice de doramas ou escolares, ou universitários com aqueles clichês deliciosos de sempre, então, ao menos para mim é algo novo e eu estou gostando. Além disso, eu adorei a qualidade da imagem, sério está muito Disney, enfim e eu já estou muito ansioso para a continuação. Estou otimista para o desenvolvimento e conclusão e vamos ver o que será da nossa pequena Love.

Bem, acho que é só, espero que com esses fragmentos da série eu tenha conseguido despertar em vocês algum interesse em assistir, como disse, é um estilo novo, é “BL”, mas é híbrido. E eu vou ficando por aqui mais uma vez e de praxe pedindo que vocês me contem o que acharam da matéria e se vocês já viram alguma coisa do lakorn, comente as suas impressões, opiniões e críticas. Todas elas serão bem aceitas e ouvidas, claro que com o devido respeito, por enquanto é isso, um grande beijo e aquele abraço!

Etiquetas
Mostrar mais

Kawê Oliveira

Olá amores, me chamo Kawê e, felizmente, faço parte da equipe da BLB. É um prazer poder produzir conteúdos para vocês acima de qualquer divergência de preferência, o importante aqui é o acesso às informações, tcherto? Bom, é isso, um beijo e aquele abraço!

Artigos relacionados

shares
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas