Home Reviews PEIXE OU BANANA?

PEIXE OU BANANA?

Uau, acho que faz uma vida que não escrevo nada para o site, mas depois de uma experiência tão forte que tive com um anime me achei na obrigação de fazer um texto sobre ele. Bem, Não a muito tempo tivemos o último episódio de “Banana Fish” e eu tenho que dizer, eu AMEI o anime, ele me tocou com uma profundidade inesperada pra mim, tem algo nele que não consigo explicar bem, que me encanta.

A narrativa gira em torno da conturbada vida e Ash lynx, líder de uma gangue na cidade de Nova Iorque e todas as consequências desencadeadas pelas relações estabelecidas por ele e as pessoas desse ambiente, sendo ele um adolescente. Teve uma infância nada fácil: perdeu a mãe, foi violentado quando criança, o pai não aceitava bem seu jeito de ser e ele acaba nas garras de “papa”, Dino Golzine, magnata do crime na cidade, que envolvido por sua beleza logo o toma pra si preparando ele para a vida do crime e o usando com brinquedo sexual particular. Fazendo dele um exímio assassino e alguém vazio.

Ele abandona seu “protetor” e leva sua vida só com seu irmão que foi cobaia, involuntário, de uma experiência no Vietnã com uma droga não conhecida, banana fish, que cai nas mãos de seu antigo tutor, “papa”. Iniciando uma batalha entre as facções na cidade e entre Ash e Dino. No meio de tudo isso Ash se encontra e inicia uma amizade como Eiji, garoto Japonês que chega em Nova Iorque. Então a guerra que era contra gangues agora também é com o seu coração e os sentimentos que ele tem por Eiji e os perigos que isso pode gerar pro menino.

Achei lindo o traço do desenho. Eles fizeram algumas mudanças nas linhas faciais dos personagens do mangá para o anime, mas nada exagerado, o plot é muito bom, as cenas interessantíssimas, tem uma trama bem envolvente que te prende, o que posso dizer da oppening?! Tenho nem psicológico, vontade de chorar.

E falando em choro o tom que atravessa todo o anime e a tristeza e a melancolia como disse a @joshua. É de uma tristeza profunda, Ash carrega em si uma carga que parece fatalítica da qual ele não pode se liberar e que ele foi acumulando durante toda a sua vida. Ele quer se auto martirizar como uma forma de compensar todo o mal que fez e todo o sangue que traz nas mãos como uma forma de redenção final. Aparentemente não há, na ideia dele, esperança de felicidade pra sim mesmo, o que cabe é a solidão e a dor. Durante todo o anime não me lembro se ele sorriu alguma vez, parecida uma máquina programada para se defender a toda hora. Ele estava sempre pronto pro confronto como uma sentinela a vigiar.

Eiji foi aquele que quebrou essa corrente, ao menos momentaneamente. Mas será que o amor platônico dos dois poderia superar toda a dor de uma vida que Ash tem? Bem, só assistindo pra confirmar ou não. De antemão achei o final aberto, apesar dos acontecimentos e daquilo que aconteceu no mangá. Quem sabe teremos uma segunda temporada e nos surpreendamos. Recomendo que assistam, não ser arrependerão!!!!




Bobby Ribeiro
Bobby Ribeiro
Bobby é Mineiro, tem 28 anos é formado em Pedagogia e Administração de Empresas pela Universidade Católica de Brasilia. Administrador e desenvolvedor da Boys Love Brasil. Atualmente Administrador Presidente da Boys Love Brasil.
Bobby Ribeiro
Bobby Ribeiro
Bobby é Mineiro, tem 28 anos é formado em Pedagogia e Administração de Empresas pela Universidade Católica de Brasilia. Administrador e desenvolvedor da Boys Love Brasil. Atualmente Administrador Presidente da Boys Love Brasil.
3,377FansLike
2,913FollowersFollow
6,011FollowersFollow
1,800SubscribersSubscribe

Mais Lidos

Uma breve síntese sobre a entrevista com um brasileiro residente na...

Olá, pessoal, tudo bem? Hoje, a matéria será um pouco mais curta, pois o foco na verdade, não é este texto, mas sim, o...

“Eu levanto essa bandeira”

ANITTA TAILANDESA!!!

%d blogueiros gostam disto: