Home Reviews Boy For Rent: O jogo do amor

Boy For Rent: O jogo do amor

Olá meus bombons de licor, tudo bom com vocês?

Vamos para nossa dose de confusão, risadas e um pouco de frustração também com o nosso lakorn Boy For Rent. No final do último capítulo, nós tivemos mais lágrimas por parte de Liz e um consolo vindo de Kyro que vem se mostrando bem leal e companheiro com a nossa protagonista, eu não sei vocês, mas a mim o Kyro confunde MUITO, ele parece um daqueles galãs que são apenas bonitos por fora – pelo menos essa foi minha primeira impressão – contudo, recentemente ele vem demonstrando um carinho muito grande pela Liz e parece estar realmente interessado nela, no início eu interpretei esse desejo e interesse dele como desafio, pois mesmo tendo ido com o intuito de contratar um boy para ferir Badz, Liz sempre se mostrou muito relutante e isso intrigava Kyro, porque as mulheres sempre estiveram em sua mão e isso não estava nem perto de ser a realidade dele com nossa protagonista decidida.
Agora seguindo, nosso couple confusão um, a pedido de Liz – que estava mais um vez diluída em um copo de álcool – Kyro seguiu para o “mais longe possível” que acabou em uma praia chamada Hua Hin, de primeira ela ficou um pouco assustada, pois o local era extremamente longe – o que essa moça quer meu pai? Não era o longe que ela queria? Pois longe foi, mas depois se acostumou com a ideia. Naturalmente quando se está numa praia o que fazemos? Nadamos, não é mesmo? Sim, e foi exatamente isso que Kyro sugeriu, contudo com a desculpa de falta de roupas de banho de Liz – não vejo problema nenhum em o Lee nadar pelado né, ninguém ia reclamar e isso eu tenho certeza. – nega essa sugestão e se mantém dentro do carro, porém em questão de segundos ela já se vê sendo carregada por Kyro pra dentro da água, ele realmente não sabe receber um não como resposta.

Naquelas cenas clássicas de praia em meio às brincadeiras e aproximações, ocorre um afogamento, mesmo sabendo que Liz não sabia nadar, Kyro insistiu em pedir para ela acompanhá-lo até umas pedras que se encontravam próximas a praia, o que não acabou nada bem, bom, na verdade essa cena tem dupla interpretação. Será que vale a pena quase morrer afogada para ganhar uma respiração boca a boca do Kyro? – Aliás, que boca, Lee meu amor que isso – Obviamente a Liz não se afogou de propósito, mas toda situação ruim teve um fundo vantajoso a meu ver.
Passado o susto. Encharcados e repletos de grãos de areia, eles buscaram roupas limpas para poder aproveitar o resto do dia, e por coincidência – ou não – eles acabaram ficando com roupas estilo casal, uma blusa bem do tipo “Eu amo o RJ” era assim que eles se encontravam no momento.
E é claro que Kyro não ia perder a oportunidade de fazer seus comentários sugestivos, “eles estão tão casalzinho” foi o primeiro pensamento que me ocorreu e com Kyro não foi diferente, consequentemente as respostas de Liz vinham todas em tom de negação, o que não é nenhuma surpresa.

Hua Hin é um lugar que tem muitas opções de locais para alimentação, todavia o local que Liz escolheu foi o que menos agragou nosso boy, uma lanchonete que vinha com um “brinde”. Lá havia muitos cachorrinhos, todos bem simpáticos e alegres, porém Kyro se mostrou muito desconfortável em meio a eles, e parecia até com medo, mas foi pela Liz. O que sucedeu um pequeno momento na lanchonete poderia ser datado como o clássico “Eu avisei”.

Enquanto comiam, Liz manteve próximo a eles uma cadelinha chamada Monroe, e em um segundo de distração, a cadela fugiu do estabelecimento e foi para a rua, o casal desesperado vai atrás dela e no caminho quase acontece mais um acidente. – quase morrer duas vezes no mesmo dia é difícil hein Liz, que isso mana – Liz quase sofre um atropelamento quando atravessa a rua em um rompante para pegar Monroe que se encontrava do outro lado, todavia Kyro a salva – de novo – e fica bastante preocupado com o bem estar dela após os acontecimentos. – um ponto que é impossível não notar é o fato de [o carro estava vindo na direção de Liz] o que você faria? Empurrar seria a primeira opção, certo? Errado meus bombons, segundo os dramas tailandeses quando uma pessoa que você gosta está prestes a ser atropelada, a forma correta de salvá-la é abraçar e não empurrar, ai caso morram, os dois pelo menos estarão juntos. Sério! Não tem o mínimo sentido, eu sei que o raciocínio lógico nesses momentos é difícil, mas abraçar a pessoa que está prestes a ser atropelada foi algo que nunca pensei que iria ver.

Agora com o dia quase no fim e depois de MUITAS confusões no mercado local, Kyro convida Liz a visitar sua casa que fica próxima a praia na qual estavam, Liz nega de início porém algo a faz mudar de ideia e ela aceita o convite e vai para casa de Kyro. Lá nós podemos ver um lado diferente de Kyro, além de mais aproximações entre nosso casal, as características semelhantes entre eles já não podem mais serem negadas, principalmente, no âmbito musical. – A cena deles cantando é a própria perfeição, a voz angelical e a sintonia deles é sensacional, estou apaixonada nesses dois.

Agora nós vamos para um tópico importante na história desses dois personagens, os problemas familiares marcaram eles de formas distintas, e se antes eu julguei mal o Kyro posso dizer que todos os argumentos caíram por terra!

Trouxeram o lado frágil dele a tona e os fãs entenderam toda a carga que Kyro trazia consigo, porém vamos por partes, enquanto Kyro vai buscar um drink para Liz, ela dá uma de menina enxerida e vai fuçar nos pertences de Kyro, entre uma caixa e outra, encontra fotos de família e um detalhe lhe chama a atenção, o rosto da mãe (ou pelo menos acho que é mãe, de qualquer forma uma figura feminina) que estava riscado e danificado, Liz não entendeu o porquê, todavia percebeu que havia algum problema que Kyro escondia, e o fato dele ter ficado transtornado ao ver ela mexendo em suas coisas só confirmou isso. O flashback foi muito importante para entendermos Kyro e saber o motivo pelo qual ele se tornou o que é hoje, na infância, sua mãe deixou a família – motivos não perceptíveis – então Kyro continuou a viver apenas com o pai, que não conseguiu segurar a barra e se entregou a bebida, deixando Kyro quase que entregue a sorte, além de negar todas as tentativas de ajuda oferecidas pelo filho que eram recebidas com escárnio e até violência. Diante das descobertas – acho que essa parte deveria ficar entre aspas, pois Liz apenas notou que Kyro tinha problemas famíliares mais intensos, porém não entendeu o porquê em si – feitas por Liz, ela resolveu também liberar um pouco de seus problemas e contou sobre sua família, na verdade Liz é uma “filha fora do casamento” sua mãe e pai eram amantes e antes de que o pai pudesse largar o casamento “oficial” para viver com sua mãe, a mesma faleceu e deixou a somente com o pai e a “outra família”, desse modo, ela era vista apenas como a bastarda, e esse foi o motivo pelo qual ela saiu de casa cedo e hoje vive da música.

Esses episódios foram marcados por amigos que foram ajudar e acabaram atrapalhando, enquanto Liz e Kyro se divertiam na praia um amigo de Badz, reconheceu Liz e confundiu o homem que a acompanhava com o amigo, e enviou-lhe uma mensagem saudando-o e dizendo que conversariam melhor em outro momento, o que ele não sabia era que o homem na praia não era Badz.
A confirmação de que Liz estava saindo com outra pessoa entristeceu nosso boy e acabou influenciando seu desempenho na peça da escola. – Pois é meus amores esse homem é perfeito e eu posso provar, lindo, gostoso, canta, toca, protege a família, atua, o que mais falta meu pai? Eu respondo, nada.

Diante do momento tristonho do amigo, Smile entra em ação, ajudando-o no ensaio da peça de uma forma descontraída, e, com um pouco de esforço, as lágrimas se transformam em um belo sorriso.

Seguindo com os ensinamentos para conquistar Kyro, Badz agora aposta num encontro fake para Smile se preparar caso um real aconteça com seu tão desejado crush. Na tentativa de fazer parecer o mais real possível, Badz pede no restaurante um “cardápio de casal” e os dois acabam caindo em um jogo que seria bem vantajoso no quesito desconto. O jogo consistia em atirar dardos em um círculo onde estavam as promoções que o “casal” ganharia ao acertar, contudo tinha um detalhe, a companheira no caso deveria estar nas costas do parceiro, ou seja, ficava bem mais complicado, porém o jogo serviu para aproximar ainda mais nosso casal confusão número dois.

De volta a mesa, eles foram receber seus prêmios pelo jogo, as comidas dispostas não eram seu desejo inicial, porém é o que temos para hoje.

Badz como sempre muito protetor com nossa menina sorriso, mesmo tendo os momentos em que o desejo toma conta, na maioria das vezes ele sempre a trata como uma verdadeira criança, e muitas vezes a compara com sua irmã mais nova.

Como num encontro, após se alimentarem, um casal segue para outra atividade, Badz sugere cinema, um local silencioso que pode propiciar algumas situações bem interessantes. Todavia ao passar por uma loja de jogos, os olhinhos de Smile brilham e Badz acaba cedendo a um jogo, porém depois de perder feio para Smile, Badz vai com seu orgulho ferido em direção ao caixa para comprar mais fichas e tentar vencer a baixinha.

Enquanto se divertia, Badz não pode deixar de lembrar dos encontros que teve com sua até então namorada Liz, e em como ele cedeu diversas vezes as vontades dela e silenciou desejos simples, contudo que lhes proporcionaram muita felicidade, o sorriso dele enquanto brincava com Smile era genuíno. O problema é que Liz nunca foi muito apta a esse tipo de brincadeira, diferente de Smile que foi a primeira a sugerir o jogo, e o filme que eles assistiram depois. Mais uma vez os pontos em comum desse casal vêm se tornando cada vez mais claros, eu não sei como eles não estão juntos ainda senhor.

Para concluir os ensinamentos do dia, o último desafio era concluir uma tarefa simples de início, pegar na mão de Badz, contudo ele não facilitou e as tentativas dela são as cenas mais doces e engraçadas possíveis.

A noite poderia ter terminado bem, se uma pessoa não tivesse cruzado o caminho do nosso casal e posto em prova o amor de Badz que ainda – eu julgo como infelizmente, mas isso é pessoal – é muito forte por Liz, e isso é nítido quando ele fica visivelmente preocupado quando a Tam (amiga de Liz) ameaça mandar uma foto dele e Smile juntos para sua amiga. Ela enrolou Badz no momento e mentiu dizendo que não cumpriria sua ameaça, mas foi só Smile e Badz saírem do local e ela enviou a foto da discórdia, pra quem não lembra esse foi o real motivo para Liz aceitar ir na casa de Kyro, ela continuou fugindo de toda a situação com Badz e acaba usando Kyro como estepe. O pior de tudo é que o pobre do Badz não fez nada de errado, todos os seus atos tem uma justificativa muito plausível e ele não pode contar pelo bem de todos.

Nossa menina sorriso se encontrava muito frustada, mesmo tendo entendido muito bem todos os ensinamentos de Badz, um ponto em especial ainda não estava concluído, e para Smile é algo bem complicado: O beijo.

E para aprender algo que não temos muita prática, o melhor a se fazer é treinar não é mesmo? E foi isso que eles fizeram – uma das políticas do Boy For Rent é não se envolver com as clientes e de forma maestral o Badz descumpre essa regra, se ele fez isso pela Smile, ou se era um desejo próprio nós não sabemos.

Entretanto o pior que poderia ter acontecido no momento rolou, se lembram da doidinha da Onnie? A colega de quarto da Smile, ela mesma. Chega na hora do beijo e acaba com todo o meu momento dos sonhos, e com a amizade das duas também, Onnie é loucamente – e ponha louca nisso – apaixonada por Badz e fica pretérita ao descobrir que sua melhor amiga estava a traindo com ele, e para piorar, ela não pode contar nada sobre o Boy For Rent a ela, pois infringiria o segredo de Badz, que só a própria sabe.

A partir dessa situação, a amizade das duas vai só ladeira abaixo, Onnie sai do apartamento, e corta todos os laços entre elas. Em uma tentativa desesperada de recuperar a ligação das duas, Smile faz algo que a deixou muito triste, ela troca de Boy, aluga outro sem sequer avisar nosso Badz e o deixa no total desalento. E para completar, basta olhar na face do outro e ver que é encrenca – e na minha opinião ele também é feio e idiota – parecia até que eu estava presentindo isso, ele a colocou na situação mais absurda possível, pense num racha de carro e uma mulher sendo dada como prêmio. Mais uma vez a Smile em uma tentativa de estupro, parece horrível né? E foi exatamente no que esse estúpido colocou nossa Smile.

Quando mais uma vez tudo ia de mal a pior, nosso príncipe sem armadura entra em ação e salva nossa mocinha meu povo, ele chega no local e salva Smile de mais uma tentativa de estupro – porque o “bonito” lá perdeu a corrida e deixou Smile largada a sorte – os caminhos dos dois casais vêm se unindo cada vez mais e os próximos episódios serão recheados de muita confusão, pegação e deixo um spoiler: teremos mais Mond sem camisa nos abençoando novamente.

Por hoje foi isso, beijos e até a próxima.




Laysa
Laysa
Laysa ou Lays é uma garota apaixonada por leitura, culinária e cinema. Em especial cadelinha do TXT e amante de Doramas. Colunista da família BLB e podem me achar também lá pelo canal no telegram é isso ❤️
Laysa
Laysa
Laysa ou Lays é uma garota apaixonada por leitura, culinária e cinema. Em especial cadelinha do TXT e amante de Doramas. Colunista da família BLB e podem me achar também lá pelo canal no telegram é isso ❤️
3,944FansLike
3,020FollowersFollow
6,548FollowersFollow
1,800SubscribersSubscribe

Mais Lidos

Tharn e Type: Um guia para entender e se apaixonar

Olá meus bombons de licor, tudo bom vocês? Hoje nós vamos falar sobre uma série que está prevista para estrear ainda esse ano e já...
%d blogueiros gostam disto: