Home Reviews AI QUE DÓ DO JIM BAE!

AI QUE DÓ DO JIM BAE!

Olá, pessoal, tudo bem com vocês? Bem, vamos para mais um review de Blacklist. Para quem não se recorda do que aconteceu nos capítulos anteriores, não se desespere, basta clicar aqui para ter acesso a análise do último episódio. 

Bem, iniciamos o quarto episódio com cenas fortes de Title caído no chão, todo ensanguentado. Meu coração não aguenta. Em seguida, a abertura.

Reprodução/GMMTV

A verdadeira cena inicial do quarto episódio vem agora com os nossos dois garanhões, Title e Jim Bae, tentando entrar no colégio após o portão ter fechado. Jim Bae, como sempre, com o seu dom de persuadir os outros por meio de sua lábia, distrai o porteiro com um papo de futebol enquanto Title pulava o muro. Resumindo, eles conseguem entrar, mas para isso precisaram correr. Céus, como correm. 




Reprodução/GMMTV

Na cena subsequente temos os nossos meninos conversando na escadaria quando são surpreendidos pelo chato do Viking, lembram-se dele? Aquele fiscal insuportável e mega suspeito, bem, pelo menos para mim. Andrew, nosso menino bomba, quase explode com ele, mas Traffic impede isso. Nesse meio tempo Jim Bae e Title estão brincando de acertar as personalidades das estudantes que por ali passavam e, como sempre, Jim Bae acertava todas. Ele sabe tudo sobre todos! Oh meu Deus, ele é a Regina George! Brincadeira.

Reprodução/GMMTV

Tudo ia bem até uma menina aparecer e o Title ficar paralisado. Ele todo apaixonado vai atrás dela. Jim Bae, óbvio, vai atrás também e descobrimos o nome da menina. Ela se chama Cupcake. Bom, pelo menos é uma coisa gostosa, né? Para compensar aqueles nomes mega esquisitos da Gangue das Veganas. Assim que Jim Bae chega perto dos dois, a garota vai embora e Title começa a contar sobre ela para gente por meio da onisciência.

Reprodução/GMMTV

Basicamente, eles se conheceram ainda no fundamental. Title nos conta que ele era bem infantil e evasivo, por isso muitos não gostavam de ficar perto dele, mas na verdade ele só queria demonstrar ser prestativo e a única pessoa que enxergou essa qualidade nele foi a Cupcake. No sétimo ano, ele começa a gostar dela e, no nono, pediu ela em namoro. Tempos depois essa menina some sem dar um mísero “adeus”. Eles só se reencontram neste episódio. 

É impossível não afirmar que ele ficou abalado ao rever essa garota e essa chama (amor) que se reacendeu nele trará consequências não só para ele, mas para todo o grupo. Bom, vamos lá. Title seguiu Cupcake até um estacionamento, ela leva um susto e pede insistentemente para ele ir embora. Ele não entende o motivo disso, na verdade, nem a gente. Enfim, de repente uns homens de camisas pretas chegam e batem na garota. Eu fico chocado com a quantidade de cenas violentas que esse lakorn possui. 

Title imediatamente revida golpes nos homens e acaba com todos. Então depois ele pega a menina e leva para outro local onde ela surta com o garoto explicando que eles são da Gangue “As Mãos de Deus”. Title também enlouquece e questiona o porquê dela ter contato com esse tipo de gente.

Reprodução/GMMTV

Aí ficamos sabendo do irmão mais velho dela, P’Dark. Enfim, o plano da jovem era negociar a liberdade de seu irmão. Quando ela saiu da escola sua família estava passando por problemas financeiros e P’Dark, para ajudar, decidiu entrar para a Gangue, mas depois eles começaram a pedir coisas cada vez mais terríveis e então ele decidiu sair, fugindo. Mas, “As Mãos de Deus” não aceitaram isso e perseguiram ele, colocando inclusive homens na porta de sua casa. Cupcake, coitada, tão inocente. 

Reprodução/GMMTV

Hora da reunião. Lá na nossa “base secreta” os meninos se reúnem com o professor para decidirem os próximos passos, a missão agora é tentar descobrir por que os membros da Gangue Mãos de Deus estão seguindo as veganas. Depois do professor ir embora, Title pede para se ausentar desta tarefa, já que eles são em seis, mas há apenas quatro veganas. Jim Bae desconfia da atitude do amigo e reforça o fato de que ele (Title) sempre pode contar com ele para tudo.

Na cena seguinte, temos os nossos meninos em campo, desta vez no refeitório, fiscalizando o almoço das meninas num clima bastante tenso, por quê? Porque temos Pakkard desconfiando de que aqueles rapazes mascarados que seguiram ela e Melon no outro dia poderiam ser os nossos protagonistas, mas Melon descarta imediatamente essa hipótese. Além disso, temos nossa querida Carrot apática desviando olhares de Highlight. Oh Sofrência!

Bom, agora o momento hilário, até que enfim! Em outra mesa, mas ainda no refeitório, temos nosso Bantad analisando o local e passando as coordenadas para os outros por meio do fone até que é surpreendido pelas “Chatinhas de Bervely Hills”, quero dizer as “Insuportáveis do Siam”. Enfim, Lila e seu grupo de paty’s, lembram-se delas? Do episódio anterior de bullying e ameaça com o Jerd, a sobrinha do Diretor etc? São elas!

Reprodução/GMMTV

Ok. Ela chega e fala para nosso gênio se retirar, pois aquela mesa era delas, Bantad, nada bobo, propõe uma aposta, qual? Caso Lila acerte uma pergunta dele, ele sai, se não, ele fica. Ela aceita, coitada. A pergunta foi: “Em que ano passou a valer a Declaração de Independência dos EUA”? Preciso dizer que ela não soube responder? Toda emburrada, ela vai embora. Mas para e dá meia volta e diz a ele: “A partir de agora você irá me ensinar nas vésperas das provas”. Bantad fica ??????. E nós também! Eu espero que eles não formem um casal, definitivamente NÃO!

Na sequência temos Title e Cupcake conversando e ele, como sempre, sempre hiperativo e agora, mais do que nunca, quer sempre mostrar para a garota o quão incrível e prestativo pode ser. Garoto apaixonado é um saco, né? Conversa vai, conversa vem, os dois tocam no assunto passado e Title Pergunta para Cupcake o motivo dela não ter voltado mais, ela por sua vez dá desculpas de que passou por momentos difíceis etc… 

Reprodução/GMMTV

Você quer a minha sincera opinião, leitor? Olha, acho que essa garota não quer e nunca quis NADA com ele, apenas o está enrolando. 

E a vibe romântica não para por aí, depois somos levados até um dos vastos corredores do colégio em que Traffic puxa Melon para o banheiro masculino para conversar e repreender a menina sobre fingir demência e disfarçar quando ver os meninos em ação. Ela, toda apaixonada e subalterna, aceita.

Reprodução/GMMTV

Hoje eu tô meio estressado, na verdade, parem para pensar, cadê as meninas que se impõem? Aff, sempre o mesmo discurso. Além do mais, eu nem sei se ao certo o Traffic gosta dela ou não, porque às vezes tenho a impressão que ele só cuida dela (“cuida”) porque ele enxerga nela sua irmã desaparecida. MAS, como sempre digo, leitor, tire a sua própria conclusão.

Reprodução/GMMTV

Somos apresentados ao famoso P’Dark, irmão de Cupcake. Eu confesso que gostei do nome dele. Num visual bem gótico e discreto, ele aparece enquanto Title e sua irmã mais nova estão conversando, resumindo a conversa, ele pergunta ao nosso lutador como ele conhece A Gangue Mãos de Deus, Title dá as informações que possui da Blacklist e diz que está disposto a fazer de tudo para proteger aqueles de quem ele gosta. Fofo, né?

Nesse raciocínio, P’Dark propõe ao garoto ir atrás do grupo para prestar contas e, claro, Title aceita sem pensar duas vezes, tudo isso para “provar do que é capaz”, aff!

Reprodução/GMMTV

Agora mais um pouco de risada, estamos na biblioteca, todos os outros cinco estão reunidos lá para um interrogatório diferente. Bem, eles desconfiam de um aluno que poderia estar seguindo as veganas, então eles interceptam o rapaz e iniciam as perguntas, resumindo, eles descobrem que na verdade o garoto estava planejando se declarar para Melon exatamente naquele dia e por isso estava seguindo as moças, isso foi comprovado com a rosa e o bilhete encontrados em sua mochila. KKKKKKKKKKKKKKK vocês tinham que ver a cara do Traffic, irrisória. 

Estamos de volta com Dark e Title, agora em mais um dos prédio abandonados de sei lá onde nessa escola. Para a sorte da Blacklist (ou não), quando Dark pergunta se Title está trabalhando sozinho ele responde que sim e Dark fica aliviado com isso. Mais adiante vocês entenderão o porquê. 

Reprodução/GMMTV

Ok, vamos para mais um cena padrão de violência deste lakorn, a vez agora é de Title e Dark contra um mascarado, mas dessa vez com um tipo de máscara diferente, agora mais bizarra ainda. Enfim, eles lutam, no começo os dois estavam perdendo, mesmo sendo 2×1, mas de repente o mascarado cita a irmã de P’Dark, Cupcake, e isso detona a ira de Title que tira força não sei de onde e acaba com o cara. Eu fiquei muito assustado. Em seguida, Dark aproveita para dar mais algumas bofetadas no malandro até que eles vão embora, quer dizer, fogem, porque surge, não sei como e nem porquê, uma manada de estudantes, todos loucos atrás dos dois e essa fuga dura até de noite. 

Reprodução/GMMTV

Esse episódio foi uma loucura! 

De noite, fugindo dos estudantes, Dark e Title chamam a atenção dos monitores, que entram na briga também e apanham dos alunos, particularmente não entendi absolutamente nada dessa cena, inclusive, se você, leitor, conseguiu entender alguma coisa, deixe aqui nos comentários. 

Pelo fato dos dois terem sido notados pelos guardas, gerou maior confusão na escola, o que rendeu pânico e chamou atenção de outros alunos, o que isso significa? Muito bem. Reunião na base. 

Reprodução/GMMTV

O professor chama Jim Bae, Traffic e Title para uma conversa. Ele está nervoso (professor) com Title e pede para que ele tenha mais tenência. Jim Bae cita que Cupcake tenha sido um dos motivos disso, ainda que ele não saiba ao certo a relação entre seu amigo e a moça, mas Title fica bravo por ele (Jim Bae) ter dito que não vale a pena arriscar a sua vida por uma garota. Agora me fala, Jim Bae está errado? Title, você realmente está me deixando estressado. 

No outro dia, somos levados até Title, Dark e Cupcake que conversam sobre um ataque que ambos os rapazes planejam a uma reunião da G. As Mãos de Deus à noite, pois God (o líder) estará lá. Jim Bae flagra a conversa dos três e repassa as informações que conseguiu escutar para Traffic e este pede que o rapaz siga o amigo. 

Reprodução/GMMTV

Jim Bae, preocupadíssimo, quando termina de conversar com Traffic, perde eles de vista e começa a procurá-los desesperadamente, tadinho. Até que ele encontra Cupcake e ela fala sobre o plano. 

Isso é um review, uma análise do capítulo elencando os principais tópicos de acordo com a minha visão de mundo. Certo? Galera…. P’Dark é um lixo. 

Reprodução/GMMTV

Eu vou falar disso bem rápido porque só de lembrar fico com dor de cabeça. Ao chegarem no local da reunião, os garotos encontram God e mais uns 20 capangas, aquele mascarado do dia anterior também está lá, Title luta com ele novamente e dá um show, novamente. Mas, aí, quando ele está no chão, Dark pega a máscara e põe no rosto. Sim, Dark ainda é um deles.

Reprodução/GMMTV

God dá ordens para que ele dê uma surra em Title, mas que não o mate. Dark cumpre as ordens e ao finalizar diz para Title não contar isso a ninguém, principalmente para Cupcake, pois haveria consequências. Voltamos a cena inicial. 

Antes tarde do que nunca, Jim Bae e Cupcake chegam ao local e encontram Title caído no chão todo ensanguentado e, desesperados, levam o garoto para o hospital.

Quando acorda, Title vê o Professor e pede um favor para este, qual o favor? Sair da Blacklist. 

Reprodução/GMMTV

Na cena seguinte, todos os cinco estão reunidos ao redor da cama de Title e ele dá a notícia. Todos ficam emocionados, inclusive Traffic. Mas é claro que não poderia deixar de destacar Jim Bae, ele derrama suas lágrimas pelo amigo numa cena comovente. AI QUE DÓ DO JIM BAE! 

Reprodução/GMMTV

Enfim, Title está fora da Blacklist, ele ainda permanece amigo dos demais, mas, é claro, não é a mesma coisa. De todos, sinto apenas dó pelo Jim Bae, não sei… sinto que esse respeito e cuidado que ele tem por Title talvez não seja apenas amizade, oh meu Deus, não alimentem o fundashi que existe dentro de mim! 

Lembram-se daquele rapaz da biblioteca que foi interrogado pelos meninos, mas que deu a desculpa de que estava apaixonado por Melon etc? Era mentira! Ele era sim um dos mascarados. Bom, o quarto episódio acaba desta forma, cheio de lacunas e ressentimentos. Eu só espero que o próximo seja mais feliz, principalmente para o nosso Jim Bae. 

Reprodução/GMMTV

Bem, esse foi mais um review, eu espero que tenham gostado. Comentem, compartilhem, assistam! Beijos e até semana que vem. Fui.

Kawê Oliveira
Kawê Oliveira
Olá, me chamo Kawê e faço parte da equipe da BLB. Sou colunista e tradutor, é um prazer imenso poder auxiliar na produção de conteúdo asiático e LGBT acima de quaisquer divergência de opiniões. Fico por aqui, um grande beijo e aquele abraço.
Kawê Oliveira
Kawê Oliveira
Olá, me chamo Kawê e faço parte da equipe da BLB. Sou colunista e tradutor, é um prazer imenso poder auxiliar na produção de conteúdo asiático e LGBT acima de quaisquer divergência de opiniões. Fico por aqui, um grande beijo e aquele abraço.
4,278FansLike
3,467FollowersFollow
7,201FollowersFollow
1,800SubscribersSubscribe

Mais Lidos

BLAWards 2019 – Vote No Seu Favorito

(function(d,s,id){var js,fjs=d.getElementsByTagName(s);if(d.getElementById(id))return;js=d.createElement(s);js.id=id;js.src='https://embed.playbuzz.com/sdk.js';fjs.parentNode.insertBefore(js,fjs);}(document,'script','playbuzz-sdk'));

Until We Meet Again

%d blogueiros gostam disto: