10.0
Nota Geral

Pontos Fortes

  • Lições de Vida

Pontos Fracos

  • Conservadorismo

Olá pessoas, tudo bem? Diante de uma educação defasada, onde a puberdade apenas anseia pelo encerramento do semestre e ver em seu professor a fonte para descarregar suas frustrações, aparece Harada Nobuo em ORE NO SUKATO, DOKO ITTA.

Em seu primeiro episódio, em meio a acontecimentos conflituosos e problemas diários na cidade grande, uma sala repleta de estudantes do ensino médio, com suas mais variadas ansiedades e expectativas de vida em construção anseiam pela chegada de um novo orientador, no entanto em seu primeiro dia a icônica figura observa uma perseguição vinda do metrô local, onde o assediador estava tentando fugir da vítima e da polícia, esbarrando em Harada que baixa o JIRAYA e estraçalha o meliante ao estilo MORTAL KOMBAT. 

Enquanto isso na cerimônia escolar o diretor começa a apresentação do corpo docente no ano letivo, no entanto para a surpresa de todos Harada estava atrasado, deixando todos impactados com sua chegada monstruosa aos chutes no portão do auditório, quando aberto surge a ilustre figura travestida de mulher em trajes de senhora que toma a vez de sua apresentação e inicia seu discurso simbólico com uma sapiência estupenda diante dos olhares preconceituosos e deboches dignos da punição eterna no mar de chamas. Harada coloca consciência na massa babaca de toda a escola trancando o deboche astral dentro do castelo de grayskull. 

Apesar da autorização do diretor da escola, Harada é tratado com todo o controle possível de um instituto educacional com rígidas regras, porém que possui em seu corpo docente os mais variados professores e supervisores, ganhando inclusive um assistente Tanaka que fica responsável pela ponderação do pulso firme de Harada para não quebrar o conservadorismo da instituição, porém não observa o olhar refinado do educador marcial. 

Ao chegar na sala começa a se apresentar e dialogar sobre seu nome, provocando as mais babacas comparações e insinuações dos alunos, inclusive suas roupas viraram motivos de preconceito sobre sua sexualidade, calmamente Harada inicia uma extrema lição sobre definições de sexualidade com o ponto discursivo sobre sua travestilidade que seria uma forma de expressão dentre as mais variadas contidas no mundo LGBTQIA+, deixando a turma do eclipse solar estagnada. Com os argumentos vencidos, alguns alunos como TOJO começarem a se apoiar no fato de Harada não os chamar pelos seus nomes, questionamento combatido pela liberdade em que o professor deu para todos além de tirar sarros de sua caracterização, chamarem-no da forma que quisessem, levando-o mais uma vez a falar do significado da palavra RESPEITO. 

Ao ser questionado por AKECHI sobre o motivo de sua vinda a docência, Harada é bem incisivo ao dizer que foi por dinheiro, deixando um questionamento em aberto sobre a condição de chamar seus alunos pelos nomes desde que eles o tratassem com respeito.

Após AKECHI supor que o diretor usa os alunos como porcos de experimento, coisa que faz um extremo sentido diante dos acontecimentos, alguns componentes da organização babacosa começam a cogitar algum método para tirar Harada do colégio.

Com o dia pesado de aulas, os professores foram se reunir para comemorar, no entanto NAGAI a supervisora escolar é descascada na frente de todo o corpo docente pelos seus ínfimos questionamentos conservadores sobre o comportamento profissional de Harada que não perde a oportunidade de delinear seu perfil emocional e pessoal de maneira direta e merecida.

Como se não bastasse seu dia a dia pesado, quando chega em casa precisa lidar com sua filha, ITO e seu ex-genro YASOUKA o superstar da universidade de Tóquio que tenta de todas as formas bajulá-lo para buscar alguma maneira de ficar perto de sua filha.

Chegando na parte em que WAKABAYASHI o aluno recluso da turma se encontra com HARADA por um caso do destino e começa a ser usado por AKECHI a mente frustrada na turma como objeto da saída de HARADA da escola, assim AKECHI se aproveita do problema de estima do colega para colocá-lo em risco confiando que HARADA não iria saber lidar com os problemas de seu aluno. 

Porém o clube dos babacas é surpreendido com a atitude do professor que convence todos a ajudar WAKABAYASHI a não só tirar a máscara, mais olhar para si de um ângulo a entender sua construção pessoal do ponto de vista do elemento estético que para o aprendiz traria má sorte, transformando WAKABAYASHI seus olhos e ouvidos na penumbra escura da sala. 


ORE NO SUKATO, DOKO ITTA, é uma série japonesa com 10 excepcionais episódios, cada um com lições reflexivas sobre elementos  estruturantes e lapidores de preparo para a vida pessoal e emocional que é inserida em um contexto tênue de estudantes alienados pelo conservadorismo social e suas frustrações.

Se interessou? Então, quando assistir, me conta o que achou aqui nos comentários tá? Não esqueça de seguir a BLB em todas as camadas de sistema solar pra ficar por dentro do que acontece nesse meio estelar do BL. 

Até mais lunares 😉