O último sábado, 14 de março, foi um dia feliz para as Monbebes (fãs do Monsta X), o idol Lee Ho-Seok, conhecido pelo nome artístico Wonho, teve sua acusação de uso de maconha, retirada pela polícia.

 

De acordo com a tradução feita pelo site da Sayk sobre a publicação do Dispatch de ontem (18/03), Wonho contou sobre sua infância e adolescência. Ele conta que morava com seus pais, irmão e avó, em um apartamento onde sua avó dormia no quarto enquanto os outros dormiam e comiam na sala. “Eu não sabia que aquilo era pobreza,” conta ele ao falar que era mal visto por seus colegas de sala. 

“Um dia eles riam de mim porque eu estava sujo, no outro me atormentavam porque estavam entediados. Meus colegas me odiavam. Para ser honesto existem mais lembranças que eu não quero relembrar. Em resumo, eu era isolado. ” Wonho relata que seus pais brigavam frequentemente por causa de dinheiro, as brigas o sufocavam e então ele passava muito tempo na rua. Entretanto, não usa destes fatos para justificar alguma atitude errada, “Sim é isso mesmo, eu admito o meu passado. Eu fui idiota. Eu trabalhei muito para que eu não precisasse viver daquele jeito novamente. Eu só pensei nos integrantes, no grupo, nos fãs. ”

 

 

Depois de ficar de supervisão devido um roubo que seus amigos cometeram, Lee Ho-Seok vê que aquela não era a vida que desejava, ele então conheceu Da Eun e decidiu se tornar um idol para assim deixar toda sua adolescência conturbada para trás, a fim de viver uma vida que ele esperava ter. Referindo se ao tempo longe do Monsta X, “Mesmo agora, eu não consigo esquecer os fãs. ” Ele diz “Eu deixei arrependimentos para trás. Talvez possamos chamar isso de uma conexão persistente de como eu deveria ter tratado eles melhor? Eu só dei essa entrevista porque eu queria pedir desculpas. ”

 

No começo da entrevista Wonho pediu que a entrevista fosse publicada QUANDO ele fosse inocentado, ou seja, em suas palavras não havia dúvidas de sua inocência, pois ele não havia feito nada de errado.

 

Entenda o caso: 

 

Antes do dia 29 de outubro de 2019, Agência de Polícia Metropolitana de Seul recebeu uma denúncia de que Wonho teria usado a droga junto com a Jung Da Eun, conhecida por estar no meio de muitas polêmicas. Além desta acusação, ela também alegou através do Instagram que o idol devia dinheiro, de acordo com Jung Da Eun, Wonho não havia pagado sua parte do aluguel quando moravam juntos antes dele ser trainee. 

 

Na mesma semana, no dia 31, Wonho decidiu sair do grupo, para que a imagem do Monsta X, não fosse afetada, sua agência deu apoio ao idol, contratando até advogados para lidar com as fake news criada por Junh Da Eun. 

 

O membro chegou a postar uma carta de despedida no fancafe, vale ressaltar que foi uma saída amigável e a empresa deu apoio total ao seu artista, e, também deu uma declaração quanto a saída dele. 

Declaração feita pela Starship Entertainment.

 

No mesmo dia que o idol saiu do grupo, projetos para chamar atenção da empresa e hashtags foram criadas, é possível ver várias publicações no  Twitter com a tag #원호탈퇴반대, com o intuito de que a saída do mesmo não fosse permanente. 

 

Gostaria de frisar novamente que sua empresa esteve ao seu lado o ajudando em todo o processo, diferente de outras empresas onde facilmente descartam seus idols caso eles passem por algum tipo de escândalo. Será que estamos passando por mudanças na indústria do kpop, conhecida por ser tão cruel e impiedosa com seus idols?

 

Entrevista com o dispatch disponível aqui.

Fonte: https://sayk.com.br/wonho-dispatch/