• 14/05/2021

Top5 produções com representatividade amarela!

Olá meus bombons de licor, tudo bem com vocês?

Hoje eu trago um tema bem interessante e importante, que eu já queria falar há um tempo. Portanto… Sem mais delongas, vamos falar sobre representatividade amarela na indústria do cinema e entretenimento.

Ver atrizes e atores asiáticos ocupando espaço nas telonas não é algo frequente, e quando acontece geralmente vemos eles interpretando papéis pequenos, rasos e com as mesmas características: bons em computação, tocando algum instrumento clássico como violino ou violoncelo, meigos, fofos e tímidos; resumem todo um continente a apenas China e Japão e mais. O que infelizmente reforça cada vez os estereótipos que a etnia asiática sofre diariamente.

A falta de representação amarela nas produções atinge diretamente crianças e adolescentes que não se vêem em lugar nenhum, afeta a auto estima e confiança destes. A representatividade tem um papel muito importante na vida das pessoas, por isso trago algumas recomendações de títulos com representatividade amarela. Confere esse top5 comigo!

  1. Podres de Ricos

SINOPSE: Rachel Chu é uma professora de economia nos EUA. Ela e Nick Young namoram há algum tempo. Quando ele a convida para ir no casamento do melhor amigo, em Singapura, esquece de avisar à namorada que, como herdeiro de uma fortuna, é um dos solteiros mais cobiçados do local. Isso coloca Rachel na mira de outras candidatas e da mãe dele, que desaprova o namoro.

Primeiramente eu queria dizer que sou um pouco suspeita para falar sobre esse filme, pois sou completamente apaixonada pelo Henry Golding, tudo que ele faz eu considero uma grande obra de arte. Mas vamos seguir!

Podres de Ricos é baseado no livro de Kevin Kwan, mas pode ser também descrito como uma versão contemporânea de um conto de fadas no estilo Cinderella. Rachel Chu (Constance Wu) se vê em meio a um difícil jogo, provar à família rica de seu namorado que ela é boa o bastante para fazer parte do seu círculo social, sem o envergonhar e deixar com que a tradição de diversas gerações dos Young caiam no esquecimento ou se percam em meio ao seu sangue mestiço. Além de ser uma comédia romântica muito gostosinha de assistir, eu amo a dinâmica do filme de mostrar uma realidade muito frequente: o preconceito que descendentes de asiáticos nascidos em outros países sofrem dentro da cultura local. Por favor, assistam!

  1. A5 FIVE

SINOPSE: Spin Off de “Malhação Viva a diferença”. A série gira em torno de cinco amigas, Benê (Daphne Bozaski), Keyla (Gabriela Medvedovski), Tina (Ana Hikari), Lica (Manoela Aliperti) e Ellen (Heslaine Vieira), que seis anos após se formarem no ensino médio, prometendo nunca se separarem, tomaram rumos diferentes na vida e estão há três anos sem se falar. Benê é uma jovem autista que estava com a vida estabilizada trabalhando como musicista, até que o seu então namorado Guto (Bruno Gadiol) faz uma revelação chocante que a abala completamente. Então ela acaba conhecendo Nem (Thalles Cabral), rapaz que lhe traz novas perspectivas. Agora recém demitida, Keyla tem sérias dificuldades para se estabilizar profissionalmente e criar o filho Tonico (Matheus Dias), que teve na adolescência. Porém, está determinada a reconquistar as coisas que deixou para trás. Tina engrena sua carreira como DJ, mas seu casamento com Anderson (Juan Paiva) está em crise e ela precisa lidar com a recente perda de sua mãe que sempre a recriminou. Lica continua perdida na vida e, em meio aos desdobramentos que passa para deixar de ser uma eterna adolescente, precisa encarar as suas amigas e Samantha (Giovanna Grigio), sua ex-namorada. Já Ellen passou todos esses anos morando fora do país, e ao retornar para o Brasil começa a rever suas prioridades e alguns conflitos a deixa incerta em relação ao futuro que havia planejado e ao seu namoro com o americano Omar (Bilaal Avaz). Entre os conflitos e as dificuldades da vida adulta, um evento marcante faz as cinco amigas se reencontrarem. Em meio a grande São Paulo, elas percebem que os laços de amizade até então esquecidos, nunca deixaram de existir.

Tem produção brasileira nessa lista sim! Ana Hikari é uma das grandes revelações da atuação brasileira. Além dela por si só carregar uma representatividade tremenda sendo uma das (se não a) primeiras protagonistas amarelas em uma novela brasileira, ela expande também para sua personagem, Tina. Ao longo da novela (Malhação Viva a diferença) e da série (A5 Five) a personagens rebate diversas falas e costumes xenófobicos, levando um pouquinho de aprendizado aos lares brasileiros, minha gente. Assistam!

Importante ressaltar que, além da representatividade asiática, a série traz inúmeros assuntos importantes.

  1. Para todos os garotos que já amei

SINOPSE: Lara Jean Song Covey (Lana Condor) escreve cartas de amor secretas para todos os seus antigos paqueras. Um dia, essas cartas são misteriosamente enviadas para os meninos sobre os quem ela escreve, virando sua vida de cabeça para baixo.

Quem ama um clichê não é? Filmes colegiais sempre fazem sucesso… trazer novos ares para estas produções, esse sim seria um grande desafio. Contudo agora vamos focar na nossa rainha, Lana Condor. Como Lara Jean, a atriz esbanja carisma e naturalidade. O autoconhecimento da personagem é muito bem trabalhado por meio de suas relações afetivas, ela trava uma linda jornada (N.A: Olha a Lumena aqui!) até encontrar seu verdadeiro “eu”. Interessante comentar que o Noah Centineo emplacou vários outros papéis, enquanto a Lana não teve tantas oportunidades assim. Mais do que a diferença entre a distribuição de chances a homens e mulheres na indústria estadunidense, é necessário notar o recorte de “asiática” que a Lana trás consigo. Melhora EUA!

  1. Parasite

SINOPSE: Em Parasita, toda a família de Ki-taek está desempregada, vivendo num porão sujo e apertado. Uma obra do acaso faz com que o filho adolescente da família comece a dar aulas de inglês à garota de uma família rica. Fascinados com a vida luxuosa destas pessoas, pai, mãe, filho e filha bolam um plano para se infiltrar também na família burguesa, um a um. No entanto, os segredos e mentiras necessários à ascensão social custarão caro a todos.

Impossível falar de representatividade amarela sem citar Parasite, estou certa? Parasite é um filme sul-coreano de thriller, drama e comédia, dirigido por Bong Joon-ho. No Oscar 2020, o filme foi premiado nas categorias de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Roteiro Original e Melhor Filme Estrangeiro. Sendo também a primeira vez que uma produção, que não é falada na língua inglesa, venceu a premiação de “Melhor Filme”, fazendo história e abrindo portas para demais produções.

Inigualável! A produção mostra uma realidade vivida por muitas famílias na Coreia do Sul quanto a moradia, e também trás uma reflexão interessante sobre a diferença de classes sociais. Para quem quiser saber mais desse super filme eu escrevi uma resenha completa. Confiram: https://boyslovebrasil.com/parasite/

  1. OKJA

SINOPSE: Em 2007, Lucy Mirando, a CEO de uma poderosa empresa, apresenta ao mundo uma nova espécie animal recém descoberta no Chile. Apelidada de “super porco”, é criada em laboratório e tem 26 animais enviados para países distintos, de forma que cada fazenda que o receba possa apresentá-lo à sua própria cultura local. A ideia é que os animais permaneçam espalhados ao redor do planeta por 10 anos, sendo que após este período participarão de um concurso que escolherá o melhor super porco. A jovem Mija convive desde a infância com Okja, o super porco fêmea criado pelo avô. Uma década depois, prestes a perdê-la devido à proximidade do concurso, Mija decide lutar para ficar ao lado dela, custe o que custar.

Necessário! É assim que eu definiria esse filme. Tem uma sacada bem interessante, está que mostra a amizade de um animal e de uma criança. A garota começa a viver a possibilidade de perder o seu animal gigante de estimação, fazendo de tudo para que isso não aconteça. Tudo isso é mostrado de uma forma crítica à indústria da carne. Assistam!

Bom meus bombons de licor, por hoje é só. Espero que tenham gostado, comentem aqui se já assistiram alguma das minhas indicações. Beijos e até a próxima!

0 Reviews

Write a Review

lay

lay

0 Reviews

Write a Review

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x