LGBTQIA+Materia

Bissexualidade não é brincadeira: entenda os problemas psicológicos da letra B

Olá meus bombons de licor, tudo bem com vocês?

Hoje nós falamos sobre os números assustadores, da maior propensão da letrinha B de ter variações de humor e problemas psicológicos. Confesso que é bem difícil e me assusta esse tema, mas como bissexual me sinto na obrigação de trazer um pouco à luz esse tema que não é muito falado!

Gays, lésbicas e bissexuais tendem a sofrer mais com transtornos como depressão e ansiedade, e também a ter problemas com drogas ou bebidas alcoólicas. Mas, para o último grupo, os bissexuais, o risco pode ser ainda maior. Essas conclusões são baseadas em um estudo realizado no Canadá, que incluiu mais de 220 mil pessoas.

Os pesquisadores da Universidade de British Columbia descobriram que, para os bissexuais as taxas de transtornos de ansiedade e humor foram quatro vezes mais altas que a encontrada entre heterossexuais, e cerca de duas vezes a de gays ou lésbicas. — O tanto que esses dados são alarmantes me assusta! É preciso cada vez mais falar sobre a saúde mental dos bissexuais!

Embora o objetivo da pesquisa não tenha sido analisar as causas, vários outros trabalhos já mostraram que o estigma e o preconceito podem ser fontes de estresse crônico, o que explicaria o risco aumentado de transtornos entre bissexuais.

A fluidez da bissexualidade desafia muitas vezes a binariedade, sendo esta muitas vezes a maior causa da bifobia. O estigma que é gerado causa a discriminação e exclusão, tanto nas comunidades heterossexuais quanto nas homossexuais. Vários pesquisadores identificaram altas taxas de ansiedade, depressão, suicídio e automutilação entre indivíduos bissexuais.

Os estereótipos negativos associados à bissexualidade são os pontos mais fortes que podem favorecer esse quadro. A invalidação constante da orientação sexual, a noção de que bissexuais são sexualmente promíscuos, confusos, desonestos com seus parceiros, associados às DSTs/HIV e entre vários outros. Um estudo conduzido em 2003 sugere que jovens bissexuais são mais propensos a desenvolverem doenças mentais, por conta de sentimentos de não-pertencimento à comunidade alguma e pressão para escolher uma identidade hétero ou homo. Muitas casas de acolhimento a jovens parte da comunidade LGBTQIA+ não ajudam ou acolhem jovens bissexuais, essa constante invalidação está acabando com vidas, está destruindo nossa comunidade. O efeito desses estereótipos negativos é uma explicação possível para a deterioração da saúde mental de bissexuais.
Eu realmente espero que a comunidade pense mais nos estragos que ela causa não aceitando a bissexualidade, e que os jovens e adultos bissexuais encontrem o apoio que tanto precisam nesse mundo.

Bom meus bombons por hoje é só, espero que vocês reflitam sobre e tenham gostado de aprender um pouquinho mais. Beijos e até a próxima!

Fontes: UOL e medium.com

Comente e deixe a gente Feliz

1 Comentário
Most Voted
Newest Oldest
Inline Feedbacks
View all comments
trackback

[…] Recentemente eu escrevi uma matéria sobre os dados alarmantes dos problemas psicológicos dos bissexuais, vocês podem conferir aqui: https://boyslovebrasil.com/bissexualidade-nao-e-brincadeira-entenda-os-problemas-psicologicos-da-let… […]

Botão Voltar ao topo
1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x

Bloqueador de Anuncio Detectado

Dê uma forcinha pra gente e desative seu addblock <3
%d blogueiros gostam disto: