Resenha

Color Rush: a dinâmica entre o amor e as cores

Olá meus bombons de licor, tudo bem com vocês?

Hoje eu vim falar de uma série que eu comecei a assistir sem grandes expectativas, mas acabei 100% APAIXONADA! Vamos conhecer um pouco mais de “Color Rush”?

Título original:    컬러러쉬 

Título: Color Rush

Ano produção: 2020

Direção: Park Sun Jae

Estreia: 

30 de Dezembro de 2020

Duração: 120 minutos (N.A: porquê tão pouco Coreia? Você me odeia?)

Gênero: Drama, mistério e romance

País de origem: Coreia do Sul

Sinopse: “Vivendo com uma cegueira neurológica que limita sua capacidade de enxergar cores, Yeon Woo cresceu em um mundo que parece muito diferente daquele que a maioria das pessoas está acostumada a ver. Capaz apenas de distinguir diferentes tons de cinza, Yeon Woo sabe que o mundo é cheio de cores, mas ele nunca as viu por si mesmo, pelo menos não até o dia em que Yoo Han surge de repente em seu mundo.

Como que por obra do destino, a vida de Yeon Woo muda para sempre no dia em que ele conhece Yoo Han. Apaixonando-se pelos muitos encantos do garoto, Yeon Woo fica atordoado com a onda de emoções inesperadas que ele sente cada vez que Yoo Han está perto. O mais surpreendente é a onda de cores que inunda o mundo sempre que Yoo Han aparece; será que esse é um sinal de que Yoo Han é seu destino?

Enquanto Yeon Woo reflete sobre seu destino, sua tia Yi Rang procura desesperadamente pela irmã que desapareceu anos atrás. Unindo-se à sua tia nessa missão, Yeon Woo recruta a ajuda de Yoo Han e juntos eles procuram por sua mãe; conforme eles investigam mais a fundo o mistério envolvendo o desaparecimento, uma história inesperada começa a se desdobrar. Será que esses garotos predestinados conseguirão solucionar o mistério de uma mãe desaparecida enquanto desvendam os mistérios de seus próprios corações?”

Sem mais delongas, vamos a nossa resenha porquê exaltar “Color Rush” é quase que meu segundo emprego. Na série, uma parte da população, conhecida como Mono, nasce com a incapacidade neurológica de ver as cores, enxergando um mundo em tons de cinza.

“Branco, branco neve, cinza claro, cinza prateado, cinza iluminado pela lua, cinza cimento, cinza golfinho, cinza tubarão, cinza carvão e preto“

O mundo deles é reduzido a pouquíssimas cores, e em outra parcela da população existem, pessoasl conhecidas como Probe, elas são conectadas com os Mono e possibilitam que eles vejam enfim todas as cores presentes no mundo.

Mas na verdade, somente pela primeira apresentação pensamos ser um ambiente perfeito e bem romântico. O que não é verdade! Para um Mono encontrar o seu Probe, além de ser bem raro, representa algo bem perigoso. Um mono pode facilmente ficar obcecado por seu Probe e, com medo de nunca mais ver as cores, a obsessão por vezes resulta em situações de assassinato e/ou suicídio.

E esse fato que acontece constantemente em seu mundo, faz com que Choi Yeon Woo (N.A: AMOR DA MINHA VIDAAAAAA!), (Interpretado por Yoo Jun,) nunca queira encontrar seu Probre, o que o faz evitar estabelecer qualquer vínculo emocional com as pessoas, com exceção de sua tia, Yoo Yi Rang (Lee Min Ji). Mas ao mudar de escola pela centésima vez após se meter em mais confusão com um jovem que criticou sua condição, Yeon Woo conhece o misterioso e felizmente mascarado (N.A: Se não o Yeon Woo desmaiaram toda hora!) Go Yoo Han (Heo Hyunjun), que será responsável por adicionar cores à sua paleta.

Mas, diferente do que Choi Yeon Woo pensava, Yoo Han não se sente nem um pouco assustado com as possibilidades ruins que possam vir após o envolvimento dos dois, na verdade, ele se sente bem atraído por Yeon Woo.

Assim, eles seguem em uma dinâmica que foi proposta por Yoo Han; ele ensinaria ao Choi as cores do mundo e em troca ele o deixaria ver as ondas de cores que lhe passavam pelos olhos quando acontecia a “onda de cores”. (N.A: Quando eles se olhavam! Sinceramente que fotografia excepcional eu fiquei apaixonada!)

Choi Yeon Woo inicialmente nega a investida de Yoo Han, com medo de ficar fissurado pelo seu Probe e acabar cometendo algum erro, cogitando até a mudar de escola novamente, ação esta em que ele logo muda de ideia. (N.A: GRAÇAS AOS DEUSES DOS BLs!)

Aos poucos, Yoo Han vai apresentando algumas cores a Yeon Woo e ele vai se apaixonando por esse novo mundo, este mundo colorido. Porém não só por ele, mas também por Yoo Han. Eles vão cada dia mais se conhecendo e se conectando!

Depois de um encontro dos dois na casa de Yeon Woo, sua tia chega e se assusta com a aparição de uma visita tão inesperada, já que seu sobrinho é tão recluso e solitário, eles explicam que são apenas amigos. Contudo, Yoo Yi Rang logo compreende que Yoo Han é mais que um amigo, ele é o Probe de Choi Yeon Woo; sua tia teme que ele fique possessivo com Yoo Han e faça alguma grande burrada, todavia ele nega e pede para que continuem onde estão.

Após um distanciamento de Yoo Han para seu treinamento como trainee, Choi Yeon Woo nota que está passando pelo que muito monos passam, aquilo que ele tanto temia aconteceu e isto faz com que ele dê a carga dramática da série (N.A: Aos que tem gatilho com suicídio, por favor cuidado com EP7!) e tenta se suicidar.

Sua tia chega a tempo e o salva, levando- o para uma clínica e o distanciando de Yoo Han, mas isso funciona por pouco tempo, o Probe vai ao encontro do Mono e ambos fogem juntos para a praia.

Lá eles tem o momento mais fofo da história SIM! A dupla de atores entrega uma química e cumplicidade incríveis, eles nos deixam encantados do início ao fim.

Fechando bem a narrativa e até mesmo gerando um pequeno plot twist. (N.A: Yoo Han olhava tanto para o rosto de Choi Yeon Woo pois sofre de uma doença em que não consegue distinguir o rosto das pessoas, ele enxerga apenas borrões. Até que conhece seu seu mono, com Yeon Woo é tudo diferente). A série é cativante em todos os sentidos: atuação, direção, fotografia e enredo. Eu daria 10 para tudo! O romance é entregue de forma leve, mas avassaladora para quem assiste, você sente que tudo é real!

Acho que um comentário interessante a se fazer sobre o elenco é que o Yoo Han, é interpretado por um ex idol, Heo Hyujun, que fez parte do grupo de K-Pop “The Boyz”, o qual saiu por problemas de saúde. Sua estreia como ator foi nada mais nada menos que excelente mesa produção.

Bom meus bombons, por hoje é só. Beijos e até a próxima!

Comente e deixe a gente Feliz

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao topo
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x

Bloqueador de Anuncio Detectado

Dê uma forcinha pra gente e desative seu addblock <3
%d blogueiros gostam disto: