Olá meus bombons de licor, tudo bem com vocês?

Dando continuidade a nossa programação sobre o mês do orgulho, hoje eu vos trago mais uma celebridade que assumidamente faz parte da comunidade LGBTQI+. Vamos conhecer a belíssima e talentosa, Megan Fox.

Megan Fox é uma atriz e modelo norte-americana, mais conhecida por seus papéis em filmes como As Tartarugas Ninja, Garota Infernal ou Transformers.

Descendente de irlandeses, franceses e índios Cherokee, sua estréia foi num filme lançado diretamente no mercado de home vídeo em 2001. Dona de uma língua afiada, Fox já afirmou diversas vezes que Hollywood é uma grande farsa e tem consciência de que só conseguiu trabalho por causa de seu corpo, os olhos claros, os lábios carnudos e por fugir do típico padrão “loira americana”.

Iniciou os estudos de dramaturgia e dança aos cinco anos de idade. Começou a trabalhar como modelo e atriz aos 13 anos, depois de conquistar vários prêmios em 1999 no sul da Califórnia. Seu primeiro papel foi de Brianna Wallace no filme Férias no Paraíso (2001), lançado diretamente em vídeo, ao lado das estrelas adolescentes Mary-Kate Olsen e Ashley Olsen. Sua estreia no cinema foi em Confissões de uma Adolescente em Crise. — Estrelado por Lindsay Lohan.

Curiosamente, essa fã de quadrinhos e video games tem medo do escuro. Fã incondicional de Marilyn Monroe, chega a chorar quando a vê atuando e tem a imagem dela tatuada no antebraço direito. Se sente também muito inspirada por Angelina Jolie.

Como citado acima, para ela Hollywood é a coisa mais superficial do mundo e tem ciência de que se não fosse bonita não teria conseguido papéis. Em função desta linha de pensamento, evita circular demais e mantém uma vida reservada e com poucos amigos. Marcada pelo estilo pin up, Fox diz saber que não existe motivo para as pessoas levarem seu trabalho a sério porque, realmente, apostam pouco no seu potencial para outro tipo de papel e a culpa, afirma, é dela mesma. Acredita que poderia ser um atriz boa, mas não fez nada até agora para provar.

Apesar de fazer profissionalmente, diz abertamente que odeia tirar fotos. Sobre a exploração de sua imagem, afirma que existe uma diferença entre ser promíscua e ser sensual. Por conta dessa “exploração consentida”, foi a primeira mulher a ser capa da revista inglesa GoreZone, especializada em horror e tem vários títulos relacionados a sua beleza.

Em 2006, foi eleita a nº 68 do revista FHM magazine na lista das “100 Mulheres Mais Sexies do Mundo”. Nos anos seguintes, sua cotação só subiu, conquistando o 18º lugar no ranking da revista Maxim magazine dos “100 Mais Quentesde 2007”, da revista de entrevistas de Hollywood, figurou na 17ª posição do ranking “Future Stars of Tomorrow”, eleita a nº 1 do site Moviefone (AOL) na lista “Os 25 Atores Mais Quentes Abaixo dos 25” de 2008. Neste mesmo ano, foi eleita a “Mulher Mais Sexy de 2008” pelos leitores da revista FHM e ficou em 16º na lista das “Mais Quentes de 2008” da revista Maxim. No ano seguinte, pulou para o 2º lugar da mesma lista.

Megan Fox faz parte do time das celebridades bissexuais e, nesse caso, ela mesma já admitiu que teve relacionamentos com mulheres. A revelação, foi feita em 2011, em entrevista à revista Squire, segundo a atriz, as pessoas são, naturalmente, bissexuais e que, com o tempo acabam fazendo uma escolha subconsciente devido à pressão da sociedade.

Mas, apesar de admitir, ela disse que se considera uma hipócrita, já que ela “jamais ficaria com uma garota bissexual”, como ela, já que essa pessoa também já teria se deitado com homem. “E homens são tão sujos que eu nunca dormiria com uma garota que já dormiu com homens”, acrescentou. — Declaração polêmica!

Bom meus bombons, por hoje é só. Essa foi uma pequena síntese sobre a Megan, espero que tenham gostado beijos e até a próxima!