Olá meus queridos! Eu tava navegando pelo meu Twitter hoje e me deparei com um post de uma mana no qual eu me identifiquei muito, no mesmo ela expressava o seu ranço pelo uso do termo “esposa” nos BLs. Lendo isso eu resolvi fazer esse belo texto expondo toda a minha problematização a respeito desse assunto. Até porque eu não resisto a uma problematização.

 Não é segredo pra nenhum BLzeiro o protocolo que as series seguem, salvo poucas exceções que tentam inovar em pequenos aspectos. Normalmente os casais seguem a cartilha básica do SEME/ATIVO FORTE, DECIDIDO E SEDUTOR em oposição ao UKE/PASSIVO SENÍVEL, INSEGURO E FRAGIL. Pray For Versáteis

Logo, é nessa receita básica de bolo que os enredos em geral são construídos, com o SEME “perseguindo” o UKE, enquanto o UKE chateia a todos nós com seu famigerado excesso de açúcar na película anal. Além disso, pode ser adicionado a qualquer momento uma bebedeira libera furico e uma namorada chifruda.

Então é nesse cenário totalmente clichê e saturado que temos a utilização do “esposa” para se referi aos UKES. Antes de tudo, eu gostaria de esclarecer que eu não acho errado se referirem aos passivos assim, TALVEZ UM POUQUINHO ERRADO, a ideia por traz desse texto não é a de cruxificar os BLs, mas falar dos dois pontos de reflexão que eu tenho quando isso acontece. Mesmo porque é amplamente utilizado e é quase impossível não analisar isso mais a fundo.

O ponto mais crucial pra mim é que BLs como próprio nome já diz retrata boys Love, ou seja, o amor entre garotos, menino-homens, então qual é a necessidade de tratar o UKE pelo gênero feminino nessa situação? Além do fato disso ser utilizado para tratar os passivos da relação é quase como se a masculinidade deles fosse colocada em xeque, ao meu ver, essa situação reforça a ideia de que os ativos são os “homens de verdade”. 

Imagem reprodução da série Sotus – GMM TV

O outro ponto que também me vem a mente é o papel das mulheres em nossas sociedades. Como eu já citei antes as “esposas” dos BLs são os garotos tímidos, inseguros, emocionais e frágeis o que nos leva a pensar, que já que eles são as “mulheres” da relação não seria essa a representação das mulheres?

  • A mulher deve ser tímida porque se ela for muito decidida os homens vão se assustar.
  • A mulher deve ser frágil para que o homem possa protegê-la.
  • A mulher deve confiar que o seu homem lhe trará segurança.
  • A mulher é a emoção e o homem é a razão.
  • A mulher BLAH…BLAH…BLAH……PI…PI…PI…….PO…PO…PO.

Vale ressaltar aqui que pra mim a mulher tem que ser o que ELA QUISER. #Militei.

Eu realmente entendo essas novels, até porque essas obras são reflexo das sociedades das quais elas saíram, levando em conta os pensamentos pessoais do autor, as minhas análises críticas levam em conta os meus próprios. E pra mim sinceramente não acho que ser o passivo faz deles mais femininos ao mesmo ponto que ser ativo não faz dos outros mais masculinos.