LGBTQIA+Noticias

Prom e o amor que o mundo não entende

Hello, tudo bem?

Final de semana recebi a notificação do lançamento de PROM e apesar de adiar e adiar resolvi assistir e digo: Que lindo!

Sério, se você não está acostumado com a metodologia dos musicais pode achar um pouco cansativo, apelativo ou até mesmo chato, mas preciso te dizer que essa é a magia dos musicais.

Dados Técnicos

Título: Prom / A Festa de Formatura
Direção: Ryan Murphy
Duração: 132 minutos
Classificação: 14 anos
Sinopse: Um grupo de estrelas da Broadway sem sorte embarcam em uma jornada para mudar suas imagens e assim poder retornar aos holofotes com dignidade. Seu objetivo: ajudar uma adolescente lésbica que foi proibida de levar a namorada no baile de formatura.

6 motivos para assistir "The Prom" na Netflix

A crítica sobre o musical é bem diversificada, tendo os que adoraram assistir num momento de lazer e distração e outros odiaram a adaptação do musical, principalmente pela transformação em filme e outros ainda pelas músicas e coreografias clichês. Mas, em minha opinião e como amante dos musicais, adorei!

A história na verdade não gira só em torno do grupo da Broadway, E, sim de Emma (Jo Ellen Pellman) que na verdade é uma personalidade verídica, ou seja, sua história é real. A origem da história vem de 2010, e traz como protagonista Constance McMillen do Mississippi ao vencer uma batalha judicial, a justiça do estado concedeu a ela o direito de levar a namorada ao baile vestindo a roupa que quisesse, uma vez que se identificava com o gênero masculino. A briga judicial estava entre a aluna e a Associação Americana da Família que alegavam que os objetivos da defesa eram de “normalizar comportamento sexual aberrativo”.

Ellen DeGeneres gives $30k to Constance McMillen, lesbian banned from  taking girlfriend to prom - New York Daily News
Essa é Constance no programa de Ellen em 2010

Ok, isso foi em 2010, porém sabemos que comentários como esses infelizmente ainda são ouvidos não só pelas lésbicas e gays, mas por toda a comunidade LGBTQIA+. A produção de PROM, além de abordar a história um pouco mais ficcionalizada, traz também apontamentos que podem te deixar de queixo caído.

No filme, além da associação dos pais que luta contra a inclusão no baile de formatura, temos os tradicionais “populares” que ajudam no bullying sofrido pela Emma. Tais apontamentos são feitos através do solo de Tret Oliver (Andrew Rannells) que ao contrário de seus colegas da Broadway não conseguiu subir aos palcos e ser reconhecido.

Antes de continuar quero e preciso ressaltar que de nenhuma forma estou criticando uma religião, estou apenas apresentando os fatos que foram apresentados no filme.

Trent aborda os alunos num passeio de shopping querendo saber o motivo da zoação com Emma, por isso questiona: Por que odeia os gays? Ao qual é respondida na defensiva que é uma boa pessoa, todos ali são, todos vão a igreja e são cristãos.

Você pode assistir a tradução original do musical:

Na verdade o divorcio era mal visto na sociedade como um todo não só na igreja.

Esse é um dos momentos que acreditei ter maior relevância da abordagem e não só pelo conteúdo em si mas seus questionamentos me lembraram da mãe do Bobby em Orações para Bobby.

E, para fechar nosso final feliz, ao contrário da história original, Emma não teve seu baile de formatura, porém, depois de abrir seu coração na rede social fez o convite para todas as pessoas que amam de um jeito que o mundo não entende para um novo baile.

Com a ajuda dos seus amigos da Broadway eles conseguem fazer um novo evento para que todos possam ir com quem quiserem e como quiserem.

O objetivo dessa matéria era trazer esses apontamentos feitos no decorrer do longa que podem fazer a diferença para quando você escolher o que assistir, pois, posso te garantir que algumas risadas e até mesmo uma surpresa pode fazer parte dessas duas horas de filme.

Além da Emma, temos as história do pessoal da Broadway como falei, o Trent mas também temos a Angie Dickinson (Nikole Kidman) que sonha em ser a protagonista mas seus papéis se limitam a garota do coro, Dee Dee Allen e seu fiel companheiro Barry Glickman são Merryl Streep e James Corden. Cada um com sua história que mágicamente se resolve após algumas músicas kkkkk.

The Prom' Movie: Watch Netflix Musical Full Trailer [VIDEO] | TVLine
Barry, Angie, Tret e Dee Dee Allen.

Beijos e Beijos,

Kim Nana

Kim Nana

Canceriana de Curitiba, 22 anos. Jornalista, apaixonada por livros, mangás, manhwa, hq, séries, filmes, doramas, lakrons, documentários e tudo mais. Stay Aroha = Kpoper multifandom. Contado as horas para o debut do Treasure. "Não sou louco, apenas minha realidade é diferente da sua" - Cheshire Cat

Comente e deixe a gente Feliz

1 Comentário
Most Voted
Newest Oldest
Inline Feedbacks
View all comments
trackback

[…] amor é amor! Não é preciso ficar rotulando a relação das pessoas, cada um é cada um. O próprio Charlie […]

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x

Bloqueador de Anuncio Detectado

Dê uma forcinha pra gente e desative seu addblock <3
%d blogueiros gostam disto: