Reviews

Tale Of Thousand Stars: Maior que Mona Lisa

Menines, parece que finalmente a GMMTV acertou a mão e nos apresentou uma obra de arte digna de nossas expectativas e até superior, quem sabe… Mas para vocês que não assistiram ou que estão chegando agora por aqui, no universo BL, e tão na dúvida de ver ou não Tale Of Thousand Stars venho trazer o review dos episódios um, dois e três. Segue o fio!

Episódio 01 – tudo começa aqui.

Como todo episódio inicial, começa a apresentação dos personagens, ambientação dos acontecimentos e primeiras linhas do enredo. Tian (Mix) é apresentado como jovem problemático, playboy que está aproveitando sua vida com amigos, entre eles Longtae (Nawat), em jogos e apostas sem se preocupar com as outras pessoas além de si mesmo. Ao mesmo tempo somos levados para um conflito no meio da selva, com tiros, brigas, correrias e mortes, é claro. É apresentada a segunda personagem principal, Phupha (Earth) e seu amigo Rang (Laedeke) que trabalham na defesa de comunidades rurais em conflitos na fronteira do país.

Tian precisa ser hospitalizado por causa de problemas cardíacos. Neste momento são introduzidos os seus pais que entram desesperados no local, acompanhando seu filho. Tenho que chamar a atenção para a atuação de ambos nessa cena, o pai e a mãe, no início tem um exagero por parte da mãe que não é aquele desespero de mãe, mas atuação em si, entretanto no decorrer da cena ela vai ficando perfeita na interpretação, o pai… é como os pais, “indiferentes” apesar do sofrimento. Para resolver o problema cardíaco de Tian é necessário um transplante, como a família é rica ele acaba furando a fila e passando na frente de outros pacientes e recebendo um coração. 

Torfun (Sarunchana) é outra personagem apresentada entre essas cenas. Ela está voltando, aparentemente, da região/província no qual era voluntária como professora, o mesmo local protegido por Phupha e entre ambos havia uma relação amorosa. Nesse retorno do voluntariado ela acaba sendo atropelada e morre. E é justamente o seu coração que será transplantado em Tian. A cirurgia ocorre bem, ele retorna para casa e passa a ser cuidado por uma enfermeira, mas algo estranho acontece: ele passa a ter sensações e experiências com a pessoa que doou o seu coração, aparentemente, eles mantêm uma ligação mística.

Por causa dessas experiências estranhas ele procura descobrir quem foi o seu doador, encontra informações no escritório do pai e vai atrás de mais coisas. Descobriu onde morava a tia da Torfun, sua doadora, que age com certa agressividade em relação a ele e parece que não mantinha uma boa relação com sua sobrinha, não gostando que ela prestasse serviço voluntário. Tian mente dizendo que era namorado de Torfun e acaba levando um diário onde ela registrava as experiências como voluntária. O que vai ajudar ele no segundo episódio.

Tian não mantinha uma relação de proximidade com sua família no geral, era um pouco hostil com seu pai e mãe, apesar de terem uma relação com certa estabilidade. Ele parecia mais preocupado consigo mesmo e em satisfazer suas necessidades e vontades. O que parece mudar ou inicia-se uma mudança quando ele receber o coração de Torfun. Tian, meio que faz uma reflexão de vida e resolve fazer as coisas de forma diferente, se tornar uma pessoa melhor. Então toma a decisão de sair de casa, o que vai ser o ponto de partida do episódio dois, então FIQUEM LIGADES!

Episódio 02 – mudando a história.

Tian resolve ser uma pessoa diferente, então deixa a sua família e se voluntaria como professor para a mesma província/região que Torfun era voluntária antes. Esse era um local pobre, rural e com conflitos, ele sendo um rapaz de boa família e parecendo não ter experiência com essas situações despertou a curiosidade do recrutador sobre as razões que o tinha levado a querer ser voluntário e mesmo se ele iria se adaptar com a nova realidade. 

Ele vai ao local, é levado por um dos guardas responsáveis pela segurança de lá e já no caminho começam as primeiras dificuldades, prenúncio do que ele ia enfrentar em todo o episódio, o carro apresenta problemas e eles têm que caminhar alguns quilômetros até chegarem à povoação. Depois de muito tempo de caminhada logo se deparam, ao chegar, com o chefe do grupo de proteção: Phupha. Tian meio que perde a consciência e desmaia nos braços do chefe. Parece que o sentimento que havia entre Phupha e Torfun não morreu com ela, mas foi transplantado com o seu coração.

E o sentimento era mútuo, já que Phupha deixa todas as funções apenas para receber Tian e apresentar a localidade para ele, o que não era comum e normalmente não fazia. Apesar do sentimento entre os dois eles acabam se tratando com hostilidades. Tian conhece seus alunos, usando as informações do diário da antiga professora para saber mais ou menos como lhe dar com eles, há no começo certa rejeição por parte dos estudantes e mesmo da comunidade em relação a ele por não acreditarem que conseguirá ficar por lá e por ser novo, claro.

Acontecem algumas situações engraçadas entre ele e Phupha: como levar Tian para tomar banho na cachoeira, sendo que tem um banheiro para ele fazer isso, o outro fingir que se afogou e fazer Phupha entrar na água, se molhar e ficar sem camisa, [glória, glória, aleluia…] Tian quase pôr fogo na casa de madeira e Phupha jogar água nele em vez do fogo, além dele ser levado à casa do chefe da comunidade para experimentar algumas comidas que não são comuns pra ele e com boa dose de pimenta.

Diante de todas essas dificuldades, Tian, tentando conquistar seus alunos sai com eles para um passeio na cachoeira próxima à fronteira do povoado para uma aula ao ar livre. Tudo indo muito bem até que já quase voltando percebe que uma das crianças se afogou. Aí o babado fica complicado. Ele se culpa, o menino é levado para o atendimento médico e Phupha o questiona sobre o quão preparado ele está, ou não, para ficar ali, então ele toma uma decisão…

Episódio 03 – primeira noite juntos!

Apesar de toda aquela desgraceira que aconteceu no último episódio, graças à deusa Yihwa [aleluia!] este episódio está soft. Tian já está bem melhor depois do ocorrido com seu aluno e Phupha também acalmou o facho. O professor retoma sua rotina, sai para visitar o agora desafogado estudante de sua sala e claro que Phupha vai fazer a proteção [o material vai ser dele, neh…]. Ainda há uma hostilidade em relação a Tian por parte dos aldeões, um xamã local que foi benzer o menino [eu te benzo, eu te curo pelo rabo da mucura…] acabou lendo a mão do nosso protagonista e vendo, complexidade, confusão linhas de vida cruzadas como se fossem duas pessoas [se ele tivesse acompanhando a série saberia]

Como nenhum aluno foi à aula, provavelmente por causa do que aconteceu com o colega deles, Tian resolve sair e ir nas casas deles, depois de falar com Phupha, para saber o que aconteceu e conhecer as suas realidades. O primeiro contato não é muito amistoso, então há uma sequência de cenas dele buscando se aproxima das famílias ajudando em atividades do dia a dia deles, assim com aprendendo algumas ou pedindo que o ensinem. Num desses contatos ele percebe que os aldeões estão sendo enganados por quem está comprando as folhas de chá, que manipula os pesos para pagar menos. Então começam uma discussão e acabam brigando fisicamente até que Phupha chega metendo bala em geral, na verdade apenas tiros para acabar com a confusão.

Nosso “chefe” vai cuidar de Tian que se machucou um pouco, tivemos muitos momentos fofos e insinuações de ambos, Phupha joga um verde pra colher maduro e diz que vai dormir com o boy [parece que não vão esperar nem o casório]. Tian faz doce, mas cede. A dormida, se é que dormiram, foi ainda mais cheia de fofuras: muitas conversas sobre assuntos sem importância, típico de quem não sabe o que fazer em uma situação constrangedora, os dois estão dormindo juntos no mesmo local e pra fechar a noite ainda temos uma mão sendo levada pra tocar outra mão por baixo dos lençóis. 

E as insinuações continuam: Tian percebe que suas roupas estão todas sujas e o chefe oferece uma camisa dele, como disse o mesmo “as esposas dos oficias sempre usam”. Foram lavar as roupas, tentar… [aquele ali tá perdido, nem bate a camisa na pedra] enquanto isso o chefe preparava uma surpresa para Tian, uma celebração de benção naquela noite. Foi tudo muito bonito, ele foi acolhido na comunidade, rezaram, brincaram, dançaram e beberam muuuuito, muito mesmo. E pra encerrar a noite nosso casalzinho fez um dueto no karaokê com uma baladinha de amor tailandesa. 

Mas fiquemos de olho porque foi introduzida uma nova personagem: Longtae, o filho do chefe da aldeia e ele já foi cheio de aberturas para o lado do Tian [talarica na área!!]. Tian tava tão bêbado que Phupha teve que levar ele pra casa, no meio do caminho mais fofura e amor que foi interrompido pela ressaca e vômitos do nosso professorzinho. Em casa, enquanto Phupha tentava limpar Tian, esse fazia graça e provocava o outro. Mas durante a limpeza um segredo veio à tona: nosso chefe viu a cicatriz no peito de Tian.

Próximos episódios prometem, não percam, menines!!!

Amades, aqui temos uma apresentação resumida dos acontecimentos dos três primeiros eps. Tem muito mais coisa que eu queria falar, mas vou deixar para uma resenha quando acabar a série. Podem assistir, tá MARAVILHOSA! Tecnicamente uma das melhores que já vi até o momento. 

Se já assistiram os eps comentem aí embaixo!

Não deixem de conferir outras matérias e nos acompanhe na rede social!!

Facebook: @grupoblb
Twitter: @boyslovebrasil
YouTube: Boys Love Brasil
Instagram: @boyslovebrasil
Telegram: @boyslovebrasil1
Nossa loja: lojablb.com

Tale of Thousad stars: mior que Mona Lisa

Atuação - 8
Direção de cena - 9
Enredo - 8
sonoplastia - 10

8.8

Nota geral

Menines, parece que finalmente a GMMTV acertou a mão e nos apresentou uma obra de arte digna de nossas expectativas e até superior, quem sabe...

User Rating: 5 ( 1 votes)

PJhey

28 anos, gay, negro, formado em Letras - Literaturas de língua portuguesa, cursando Sociologia. Amante de livros, series, professor atuante na área.

Comente e deixe a gente Feliz

1 Comentário
Most Voted
Newest Oldest
Inline Feedbacks
View all comments
trackback

[…] Tale Of Thousand Stars: Maior que Mona Lisa […]

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x

Bloqueador de Anuncio Detectado

Dê uma forcinha pra gente e desative seu addblock <3
%d blogueiros gostam disto: